Universidade de Coimbra cria primeiro radiofármaco nacional

O primeiro radiofármaco português acaba de ser desenvolvido pela
Universidade de Coimbra e vai ser lançado em breve no mercado nacional.

O medicamento, designado por FDG-UC (Fluodesoxiglucose[18F] UC), já recebeu aprovação do Infarmed e está a ser usado  em vários centros de exames clínicos do país, antes da sua comercialização no mercado, que será feita em breve.

O referido radiofármaco, que só pode ser administrado em meio hospitalar, é o primeiro desenvolvido por uma universidade portuguesa e é indicado para uso nos chamados exames PET (Tomografia por Emissão de Positrões) para fazer diagnóstico de tumores cancerígenos.

Além de representar um grande avanço na aplicação de exames de diagnóstico de cancro em Portugal, o medicamento vai permitir gerar uma grande poupança para o país, visto que atualmente um fármaco semelhante é importado de Espanha para satisfazer as necessidades clínicas dos hospitais portugueses.

Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter