Testado fármaco experimental contra leucemia em crianças e adolescentes

Os primeiros testes clínicos para avaliar e testar um novo tipo de medicamento para tratar a leucemia aguda, tipo de cancro que afeta o sangue, em crianças com idade entre 6 meses a 18 anos, já arrancaram no Reino Unido.

O medicamento experimental AT9283 será administrado em 15 crianças com leucemia mieloide aguda (LMA) e leucemia linfoblástica aguda (LLA), que não respondem a outros tratamentos, numa pesquisa que está a cargo do departamento de Investigação Oncológica britânico (Cancer Research), e que irá decorrer nos hospitais Infantis de Great North, Newcastle Upon Tyne e noutros quatro centros clínicos.

O fármaco, que pertence a uma nova classe de medicamentos designada por inibidores da quinase aurora, mostrou-se eficaz a travar a atividade de um grupo de proteínas (quinase aurora) que são responsáveis por regular o crescimento das células.

O composto, que já foi testado em ensaios clínicos num pequeno número de adultos e crianças com tumores sólidos, bloqueou essas proteínas, impedindo o crescimento desregulado das células cancerígenas.

Os autores do estudo lembram que o objetivo principal destes testes é perceber a dose correta do medicamento e avaliar se este pode ser administrado sem riscos a crianças e adolescentes com leucemia.

“O lançamento deste primeiro ensaio de um tratamento completamente novo para a leucemia infantil é uma notícia incrível e nós estamos a acompanhar os resultados com grande entusiasmo”, sublinham os cientistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter