Telemóvel não aumenta risco de cancro cerebral em crianças

As crianças que utilizam telemóvel não correm um maior risco de desenvolverem tumores cancerígenos no cérebro, revela um estudo recentemente publicado no Jornal do Instituto Nacional do Cancro dos Estados Unidos. 
Durante a investigação, foram avaliadas quase mil crianças, com idades entre os 7 e os 19 anos, para descobrir se existia uma associação entre o desenvolvimento de cancro cerebral e o uso de telemóveis. 
Os resultados da pesquisa, realizada entre 2004 e 2008 na Noruega, Dinamarca, Suécia e Suíça, mostraram que as crianças que usavam telemóveis não registaram uma probabilidade mais elevada de sofrerem de cancro no cérebro do que as que não utilizavam o aparelho. 
“Se o uso do telemóvel fosse um factor de risco, seria de esperar que doentes com cancro usassem mais o aparelho”, afirmou o autor principal do estudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter