O pequeno Kane Ransom sempre foi um menino muito ativo; por isso, quando aos 3 anos se queixou de dores nas pernas, a sua mãe desvalorizou o assunto. Mas, rapidamente, o estado de saúde de Kane deteriorou-se, o que levou Natalie e Brendan, os pais 
Ler mais
Em 24 horas, no dia 12 de fevereiro, Gage Sauder completou 11 anos, perdeu um dente, fez uma cirurgia e foi sujeito a quimioterapia. Durante a sua permanência de um mês no Methodist Children’s Hospital, nos Estados Unidos, o rapaz recebeu altas doses de quimioterapia 
Ler mais
Os marcadores epigenéticos moleculares são importantes para ajudar a distinguir pacientes com leucemia infantil de alto e baixo risco de recidiva, mesmo no momento do diagnóstico. Pode ser fundamental adaptar precocemente o tratamento a ser aplicado, para que as crianças não sejam expostas a tratamento 
Ler mais
Enquanto adultos, os sobreviventes de cancro infantil têm um risco 30 vezes maior do que a população em geral de desenvolver malignidades cutâneas comuns conhecidas como carcinoma basocelular, sugere um novo estudo holandês. Em comparação com outros adultos, os sobreviventes de cancro infantil tiveram um 
Ler mais
Uma nova pesquisa pode ter aumentado as evidências existentes de que os sobreviventes de linfoma de Hodgkin enfrentam um risco elevado de desenvolver vários tipos de tumores sólidos a longo prazo. Publicadas na revista CANCER, as descobertas podem ajudar a melhorar as diretrizes para o 
Ler mais
Investigadores da Universidade de New Southeastern University, nos Estados Unidos, descobriram recentemente que, ao testar o nível de expressão génica do NER (reparo de excisão de nucleotídeos), pode ser determinada a probabilidade de recaída precoce (menos de 3 anos) em pacientes com leucemia linfoblástica aguda. 
Ler mais
Newsletter