De acordo com uma nova investigação, alguns cancros podem ter origem numa mutação prejudicial várias décadas antes de um diagnóstico ser feito, com as células cancerígenas a multiplicarem-se ao longo dos anos sem que ninguém tenha conhecimento. Cientistas da Universidade de Harvard, do Boston Children’s 
Ler mais
Newsletter