“Há três áreas muito importantes que precisam de melhor atenção na investigação: Nem todas as nossas crianças são curadas e é preciso perceber porque alguns não conseguem beneficiar ainda da ciência como seria de esperar; das que conseguem ser curadas, pelo menos um terço têm 
Ler mais
No próximo dia 8 de novembro, realiza-se a Conferência ASPIC – Investigação em Cancro Pediátrico: Onde estamos? Para onde vamos? Desenvolvido pela Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC), em parceria com a Fundação Rui Osório de Castro (FROC), Acreditar – Associação de Pais e 
Ler mais
A quimioterapia ajudou a tornar a leucemia linfoblástica aguda, o cancro infantil mais comummente diagnosticado, numa das doenças oncológicas mais facilmente tratáveis e curáveis; contudo, uma nova investigação acredita que este tipo de terapia também pode aumentar a propensão de recidiva em alguns pacientes. Os 
Ler mais
“Quando tinha 6 anos, passei por uma experiência que me irá acompanhar para o resto da vida. Tudo começou quando comecei a ter dores de cabeça. Depois de muitos exames, os médicos disseram que eu tinha um ganglioglioma. Esta palavra estranha, que quem lê provavelmente 
Ler mais
O retinoblastoma é um tipo cancro que se forma na parte de trás do olho; geralmente diagnosticado em crianças com menos de 2 anos, o retinoblastoma pode, em muitos casos, levar à cegueira. A maioria dos cancros é sujeita a uma biopsia e estudada para 
Ler mais
Uma nova investigação, realizada pelo Institut National de la Sante et de la Recherche Medicale, em França, tentou descobrir o porquê de algumas formas de leucemia se desenvolverem maioritariamente em crianças. Todos os anos, em França, cerca de 2 500 crianças e adolescentes são diagnosticados 
Ler mais
A taxa de sobrevivência de pacientes pediátricos com leucemia linfoblástica aguda tem melhorado significativamente nas últimas décadas. No entanto, ainda são necessárias novas estratégias para identificar os casos que respondem mal ao tratamento. Um novo estudo, publicado na revista EBioMedicine, relatou que a constelação de 
Ler mais
Investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, identificaram uma potencial abordagem para interromper o crescimento do tipo mais comum de tumor cerebral em crianças: o meduloblastoma. Em declarações à Development, os cientistas explicaram que, ao bloquear um sinal chamado GSK-3, conseguiram controlar 
Ler mais
Graças a uma doação feita pela Press On, uma organização sem fins lucrativos norte-americana criada por pais de crianças com cancro, a Universidade Augusta, nos Estados Unidos, poderá dar início a uma nova investigação sobre o cancro infantil. A doação, no valor de 1 milhão 
Ler mais
Um hidrogel que revela e mata células cancerígenas pode significar o fim de tratamentos debilitantes para crianças com cancro no cérebro, uma doença letal que afeta milhares de pacientes pediátricos todos os anos. “A biologia do cancro é a minha paixão, porque acho que as 
Ler mais
Um novo estudo encontrou uma ligação entre uma aptidão física reduzida e problemas neurocognitivos em sobreviventes de leucemia linfoblástica aguda, o cancro mais comummente diagnosticado em crianças. Todos os sobreviventes de cancro infantil correm um maior risco de apresentar déficits neurocognitivos e uma capacidade reduzida 
Ler mais
Investigadores ingleses acreditam estar perto de testar um medicamento que pode vir a ser útil no combate a um cancro cerebral infantil considerado intratável: o glioma pontino intrínseco difuso, também conhecido como DIPG. Este tipo de cancro, extremamente agressivo, afeta, anualmente, entre 30 a 40 
Ler mais
Newsletter