A quimioterapia e a radioterapia são os tratamentos mais utilizados em casos de cancro infantil; graças a estas terapias, a maioria das crianças diagnosticadas com a doença conseguem sobreviver. Ainda assim, o risco de estes sobreviventes desenvolverem um cancro secundário continua, em alguns casos, a 
Ler mais
As crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem desenvolver problemas cognitivos mais tarde na vida. Agora, e através de estudos feitos em ratos, cientistas do Karolinska Institutet, na Suécia, demonstraram que o lítio pode ajudar a reverter os danos causados ​​pelo tratamento; os 
Ler mais
“Quando tinha 6 anos, passei por uma experiência que me irá acompanhar para o resto da vida. Tudo começou quando comecei a ter dores de cabeça. Depois de muitos exames, os médicos disseram que eu tinha um ganglioglioma. Esta palavra estranha, que quem lê provavelmente 
Ler mais
De acordo com novas investigações, o tratamento oncológico pode aumentar o risco de sobreviventes de cancro infantil desenvolverem neoplasias malignas mais tarde na vida. Apesar de esta ser uma informação já conhecida, os novos estudos destacam o quão significativo é o problema, num alerta para 
Ler mais
A taxa de sobrevivência de pacientes pediátricos com leucemia linfoblástica aguda tem melhorado significativamente nas últimas décadas. No entanto, ainda são necessárias novas estratégias para identificar os casos que respondem mal ao tratamento. Um novo estudo, publicado na revista EBioMedicine, relatou que a constelação de 
Ler mais
Investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, identificaram uma potencial abordagem para interromper o crescimento do tipo mais comum de tumor cerebral em crianças: o meduloblastoma. Em declarações à Development, os cientistas explicaram que, ao bloquear um sinal chamado GSK-3, conseguiram controlar 
Ler mais
Graças a uma doação feita pela Press On, uma organização sem fins lucrativos norte-americana criada por pais de crianças com cancro, a Universidade Augusta, nos Estados Unidos, poderá dar início a uma nova investigação sobre o cancro infantil. A doação, no valor de 1 milhão 
Ler mais
Um novo estudo encontrou uma ligação entre uma aptidão física reduzida e problemas neurocognitivos em sobreviventes de leucemia linfoblástica aguda, o cancro mais comummente diagnosticado em crianças. Todos os sobreviventes de cancro infantil correm um maior risco de apresentar déficits neurocognitivos e uma capacidade reduzida 
Ler mais
Para o crescente número de sobreviventes de cancro em todo o mundo, existem evidências crescentes de que o exercício é uma parte importante da recuperação. Mas quanto e que tipo de exercício é necessário? Uma recente pesquisa, realizada por um grupo internacional de especialistas liderado 
Ler mais
Sobreviventes de neuroblastoma infantil poderão ter de enfrentar dificuldades cognitivas mais tarde na vida, mesmo que o tratamento tenha ocorrido antes do primeiro ano de vida, de acordo com Caroline Hesko, investigadora nas áreas da hematologia e da oncologia pediátrica na Universidade de Chicago, nos 
Ler mais
A baixa densidade mineral óssea é algo comum entre sobreviventes de leucemia e linfoma infantil, de acordo com um estudo publicado na revista Cancer. Investigadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, estimaram a frequência de densidade mineral óssea reduzida detetada pela vigilância não terapêutica 
Ler mais
Tatum Fettig recorda-se perfeitamente do dia em que a sua vida, e a da sua família, moudou para sempre. Em 2016, a sua filha Teagan começou a vomitar e a ter problemas de equilíbrio; preocupada, a progenitora levou a criança, na altura com 2 anos, 
Ler mais
Newsletter