Superar a dor através da solidariedade

Quando Hailey começou a angariar fundos para ajudar crianças como ela – crianças com cancro – os trabalhadores da empresa do seu pai foram uns dos seus principais apoiantes.

O pai desta menina trabalhava na indústria do petróleo e, quando a história de Hailey se tornou conhecida na empresa, todos os funcionários quiseram ajudar.

O objetivo de Hailey e dos seus pais era, para além de aumentar a consciencialização para o cancro infantil, ajudar famílias afetadas pelo cancro infantil com recursos financeiros.

“A Hailey nasceu e cresceu rodeada de todas aquelas pessoas. E quando eles souberam o que se passava com ela, quiseram logo ajudar. Eles adoravam-na e ela via-os a todos como parte da sua família”, lembra a sua mãe, Tabaitha.

Hailey tinha apenas 5 anos quando foi diagnosticada com uma forma rara de leucemia – logo após o seu diagnóstico, a menina enfrentou duros tratamentos para poder sobreviver, “mas, mesmo assim, o grande objetivo dela era ajudar outras crianças”.

Aquelas primeiras tentativas de angariar fundos transformaram-se na Team Hailey Hugs, uma organização sem fins lucrativos fundada em 2016 para fornecer assistência financeira vital para famílias que têm um filho com cancro.

Desde a sua fundação, a Team Hailey Hugs já doou mais de 106 mil dólares (cerca de 87 mil euros) a 144 famílias.

A organização é dirigida por voluntários e angaria fundos através de doações feitas pela comunidade. Para além disso, a Team Hailey Hugs também organiza vários eventos, como o Go Gold, um festival anual que se realiza no primeiro fim de semana de setembro e que foi nomeado assim como homenagem ao primeiro boneco de Hailey.

A Team Hailey Hugs trabalha em estreita colaboração com assistentes sociais em unidades de oncologia infantil que se candidatam a fundos em nome das famílias. O financiamento é fornecido várias vezes durante o tratamento de uma criança – por exemplo, no momento do diagnóstico e novamente quando as famílias precisam de viajar para receber assistência medica.

E, se uma família enfrenta a tragédia de perder um filho, a Team Hailey Hugs auxilia nas despesas do funeral.

Hailey faleceu aos 10 anos, poucas semanas após o primeiro evento Go Gold em 2017.

Passados quase 4 anos, Tabaitha não esquece a sua filha e faz questão de relembrar “o sorriso que ela punha na cara de todos aqueles que conhecia”.

“A Hailey era amada por todas as pessoas. E esse amor mantém-se vivo ainda hoje”.

Fonte: CSR Wire

Comments are closed.