Sobrevivente de cancro infantil torna-se polícia por um dia

Delaney Kurdyla, uma menina norte-americana com 8 anos, fez parte das forças policiais da cidade de Paterson, nos Estados Unidos, por um dia.

Vestida a rigor, a criança começou o dia com a tradicional chamada de policiais. “Aqui, chefe”, respondia cada um dos oficiais durante a chamada.

“Tenham cuidado lá fora”, respondeu-lhes a menina, antes de os mandar ir fazer a patrulha.

Delaney foi polícia por um dia. – Fonte: DR

Delaney foi diagnosticada com câncer em estágio IV quando tinha apenas 3 meses de idade.

Depois de ter feito tratamentos no St. Joseph’s University Medical Center, a menina está curada e realizou o seu sonho: ser polícia por um dia.

Um dia bastante completo, onde a criança participou numa operação STOP, ajudou a treinar os cães farejadores de drogas e andou num carro da polícia com as sirenes ligadas.

“Foi muito giro”, disse a mais recente, e jovem, polícia da localidade.

Antes de começar o seu dia, Delaney recitou o tradicional juramento de posse juntamente com algumas frases extras, onde prometeu “continuar a lutar contra o cancro” e “ser um exemplo de esperança para todos aqueles que passaram pelo mesmo que eu”.

O Departamento de Polícia de Paterson atribuiu o número 0528 ao distintivo de Delaney, como uma homenagem ao seu aniversário.

Delaney está livre do cancro há 6 anos, mas ainda tem problemas médicos extensos decorrentes da quimioterapia e da radiação a que foi sujeita, o que obriga a visitar o hospital duas vezes por semana, para receber morfina e fentanil de forma a acalmar as dores.

“O mesmo tratamento que lhe salvou a vida, danificou os seus órgãos permanentemente”, conta a sua mãe, Kaitlin Kurdyla.

“Às vezes parece que não há uma luz no fim do túnel. Mas o mais importante é que a temos aqui, ao nosso lado.”

Delaney conheceu os membros da polícia e dos bombeiros de Paterson no ano passado durante um evento de angariação de fundos, e foi nesse dia que os policiais souberam que tinham de fazer alguma coisa especial por aquela menina.

A menina a exercer funções. – Fonte: DR

Durante o decorrer do dia, Delaney conheceu o prefeito de Paterson, o diretor de segurança pública, o chefe de polícia e outras figuras importantes.

Mas houve um agente que fez as delícias da menina: o agente canino que a acompanhou.

“Eu adoro cães”, disse, feliz, a pequena guerreira.

Fonte: North Jersey

Comments are closed.