Sobrevivente convida dador de medula para o seu casamento

Não houve uma pessoa que não ficasse emocionada no dia do casamento de Greta Hokanson, quando esta sobrevivente de cancro infantil dançou com o homem que lhe doou medula óssea, salvando-lhe a vida.

“Estarei eternamente grata a este homem que me deu o melhor presente possível: o de ter a oportunidade de continuar a viver. Ele é um herói da vida real”, conta a noiva.

Greta e Danny emocionaram todos os convidados com a sua dança. – Fonte: DR

Greta, hoje com 24 anos, nunca esquecerá o dia 1 de setembro de 2006, o dia em que foi diagnosticada com leucemia mieloide crónica.

“Eu tinha 16 anos quando fui diagnosticada. Fiquei horrorizada, sem saber o que fazer. Mas, naquele mesmo dia, decidi que não iria deixar que o cancro definisse a minha vida. Eu estava determinada a vencê-lo”.

Após receber a opinião de vários médicos, a jovem e os seus pais concordaram que a melhor hipótese seria Greta receber um transplante de medula óssea.

“Logo a seguir a termos tomado aquela decisão, tanto as minhas duas irmãs mais velhas, como os meus pais, fizeram testes para saber se seriam compatíveis comigo. Mas os resultados vieram negativos. Depois de recorrermos ao registo nacional de dadores, descobrimos que existia um homem, de 44 anos, que era compatível comigo”, recorda Greta.

Esse homem era Danny Daniels, um militar da Força Aérea norte-americana, que tinha decidido ser dador de medula, 10 anos antes, após um colega ser diagnosticado com cancro.

Em março de 2017, Greta foi submetida ao transplante; a operação, feita na Universidade do Minnesota, embora pautada por algumas complicações, foi bem-sucedida.

Um ano após o transplante, Greta e Danny concordaram em encontrar-se.

O primeiro encontro dos dois foi muito emocionante. – Fonte: DR

“Quando a Greta chegou ao pé de mim, vinha com lágrimas nos olhos”, recorda Danny. “Lembro-me de ela olhar para mim e de me dizer ‘Obrigada. Salvaste-me a vida e eu não tenho como retribuir isso’. Eu olhei-a nos olhos e disse-lhe que que não queria qualquer retribuição, só queria que ela vivesse a vida dela, da forma mais normal possível”.

Após este encontro, os dois permaneceram em contato através do Facebook. Até que um dia, Danny recebe um convite muito especial.

“Eu sabia que queria o Danny no meu casamento. E sabia também que, de alguma forma, o tinha de homenagear. Quando ele aceitou o meu convite e me disse que tinha ficado muito honrado, os meus olhos encheram-se de lágrimas. Senão tivesse sido ele, eu não teria sobrevivido, e aquele casamento não teria acontecido”.

“A ideia foi do DJ, curiosamente. Eu contei-lhe a minha história, e ele disse que seria bonito se eu pudesse dançar com o homem que me salvou a vida”.

Greta escolheu a música “Angels Among Us”, de Alabama.

Quando ela e Danny dançaram, perante uma plateia de 260 convidados, não houve ninguém que conseguisse conter a emoção.

“Foi muito especial ter recebido esta homenagem num dia tão importante para a Greta. Ela é uma pessoa muito gentil e eu sinto-me muito honrado com esta homenagem”.

Quem também se emocionou foi o noivo, agora marido, de Greta.

Greta e Tony no dia do casamento, – Fonte: DR

“Foi realmente uma honra conhecer o Danny. Senão fosse ele, provavelmente não teria conhecido esta mulher maravilhosa com quem me casei. Obrigado Danny”, fez questão de dizer Tony.

Fonte: ABC News

Comments are closed.
Newsletter