Sistema imunológico trava crescimento de células B que originam cancro

Cientistas australianos admitem ter descoberto a razão pela qual os linfomas de células B (tumor que afeta o sistema linfático) são mais raros na população, depois de terem observado que o sistema imunológico tem capacidade para eliminar células B potencialmente cancerígenas nos seus estadios iniciais.
A pesquisa do Instituto Municipal Walter e Eliza, na Austrália, concluiu, assim, que o organismo, por si só, tem capacidade para travar o desenvolvimento dos linfomas de células B, também conhecidos como linfomas não-Hodgkin. 
Num artigo publicado na revista Nature Medicine, os cientistas admitem que a descoberta pode levar ao desenvolvimento de um teste de diagnóstico preventivo que identifica pacientes com elevado risco de desenvolver este tipo de linfoma, o que permitirá antecipar o tratamento, a fim de prevenir a evolução da doença.
Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter