Sangues do tipo O e A negativos continuam em falta

O Instituto Português do Sangue (IPS) alertou que continua a faltar nas entidades de saúde do país sangues do tipo O e A negativos e pediu aos portugueses para continuarem a realizar doações. 
Hélder Trindade, presidente do IPS, sublinha que houve um aumento das dádivas de sangue no passado fim de semana, com a recolha de 2 342 unidades de sangue, mas destaca que os sangues do tipo O e A negativos continuam deficitários.
“Mantém-se o alerta sobretudo em relação aos grupos O- e A-. Gostaríamos de poder aumentar essa reserva para termos alguma tranquilidade em termos de garantia de apoio a todas as necessidades que possam surgir”, afirmou o responsável. 
As reservas de sangue nos hospitais são essenciais para garantir o tratamento eficaz de doentes que sofrem com vários tipos de doenças graves, inclusive cancro. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter