Saliva pode contribuir para diagnóstico de cancro

A saliva pode ter um papel muito importante como meio de diagnóstico de várias doenças, entre as quais o cancro, segundo defende uma investigação da Universidade de Aveiro (UA). O grupo acredita que diagnósticos com a saliva poderão ser tão eficientes quanto os métodos tradicionais realizados com recolha de sangue, sendo um processo mais rápido e económico.

O estudo da Unidade de Química Orgânica da UA caracterizou as proteínas salivares de indivíduos e efectuou alguns ensaios in vitro e in vivo, concluindo sobre a associação da mesma com problemas, por exemplo, de cáries dentárias.

Um dos responsáveis pela investigação considera que “a saliva será cada vez mais uma ferramenta de diagnóstico, de prevenção e de monitorização muito menos invasiva”, mas apenas se for possível “identificar e validar biomarcadores salivares específicos” associados às doenças.

Os investigadores pretendem agora estudar as potencialidades da saliva no diagnóstico de outras doenças, como diabetes e o cancro da cabeça e do pescoço, motivo pelo qual já foram estabelecidas parcerias com o Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, com a CESPU e com o Hospital de São João.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter