Descoberta possível causa de leucemia linfoblástica aguda

Uma investigação levada a cabo pelo Instituto Gulbenkian de Ciência descobriu que a leucemia linfoblástica aguda das células T, um tipo de cancro do sangue que afeta sobretudo crianças, pode ter início devido ao prolongamento de determinadas células no timo.

A leucemia linfoblástica aguda aparece a partir das células precursoras (células indiferenciadas) que produzem as células T (também chamadas linfócitos T, um tipo de glóbulos brancos que protege o organismo); de acordo com o estudo, este tipo de leucemia “pode emergir como consequência de prolongar a permanência das células precursoras” no timo.

O timo é uma glândula situada sobre o coração que é responsável pelo desenvolvimento e a seleção de linfócitos T.

Publicado no The Journal of Immunology, este estudo mostrou que, durante o processo de desenvolvimento dos linfócitos T, “há células precursoras que vêm da medula óssea e entram no timo para se desenvolver e aprender a proteger o organismo”.

“Neste processo, o timo tem uma ‘linha de montagem’ onde muitas destas células iniciam a sua formação, mas são descartadas se não funcionarem bem”. ~

Realizada em cobaias animais, esta investigação conduzida pela cientista Vera Martins concluiu que se “houver um problema” com as células precursoras, o timo “consegue manter sozinho a sua ‘linha de montagem’ durante algum tempo” e que esta função “está associada a um risco elevado de desenvolvimento de leucemia linfoblástica aguda das células T”.

“Em todas as condições [genéticas] testadas havia uma incidência de cerca de 80%” de leucemia linfoblástica aguda das células T, lê-se no artigo.

Fonte: Observador

Comments are closed.
Newsletter

Últimas Newsletters
Ir para Arquivo