Portugal implementa nova estratégia para tratar doenças raras

O Governo português implementou uma nova estratégia nacional para as doenças raras, que tem como finalidade melhorar o acesso ao diagnóstico precoce e tratamento destas patologias.
Um despacho publicado no passado dia 28 de fevereiro, Dia Mundial das Doenças Raras, em Diário da República, colocou em marcha a “Nova estratégia integrada para as doenças raras 2015-2020”, que substitui o anterior Programa Nacional, aprovado em 2008, focado apenas nos serviços do Ministério da Saúde.
A nova estratégia define agora uma cooperação entre ministérios, setores e instituições, que tem como finalidade o uso complementar de recursos médicos, sociais, científicos e tecnológicos no tratamento doenças raras que afetam, atualmente, cerca de 800 mil pessoas no país.
Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter