Pais de crianças com cancro não se divorciam mais

Apesar da elevada tensão emocional que é comum em pais de crianças com cancro, esta condição não aumenta o risco de divórcio entre estes casais, conclui um estudo elaborado na Dinamarca.

Pesquisadores do Centro de Pesquisa Oncológico de Copenhaga analisaram dados de mais de 47 mil casais dinamarqueses com crianças e concluíram que entre os progenitores de jovens que sofriam com cancro não existia uma maior percentagem de casais divorciados.

De acordo com o artigo publicado na revista Pediatrics, os resultados da pesquisa sugerem que o número de divórcios entre estes casais não é maior do que a média geral.

A investigação foi baseada em dados públicos de registo de pais de 2 450 crianças diagnosticadas com cancro entre 1980 e 1997, e os pais de 44 853 crianças saudáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter