Pai torna-se doador de medula e salva vida de filho com leucemia

A história do pequeno Arthur, de apenas 5 anos, é sinónimo de superação.

Nos últimos 2 anos, esta criança tem lutado contra uma leucemia agressiva; mas essa luta vislumbra agora um fim, depois de o jovem ter sido sujeito a um transplante de medula óssea.

O dador? O seu próprio pai, Victor.

A notícia de que Arthur estava doente chegou quando a família estava à espera de outro bebé; os tratamentos começaram antes mesmo da sua irmã mais nova nascer.

A rotina do menino era dividida entre sessões de quimioterapia, internamentos e idas a casa; entre melhorias e alguns percalços, surgiu uma nova notícia que devastou a família: Arthur precisava de ser sujeito a um transplante de medula óssea.

“Estávamos numa luta absurda contra o tempo. O nosso filho estava a lutar contra um cancro, a minha mulher grávida, e eu sem saber o que fazer”, conta Victor.

Depois de muita procura, os médicos decidiram que Arthur receberia um transplante de medula do próprio pai.

O transplante foi feito durante a pandemia do novo coronavírus e, felizmente, “correu tudo bem”.

Mas, e por causa das restrições causadas pela COVID-19, Arthur não pode ter qualquer contato com o seu pai.

O esperado encontro surgiu no dia em que o menino teve alta hospitalar.

O reencontro entre os dois, passadas várias semanas, emocionou médicos e enfermeiros.

“O meu filho é um exemplo de força. Em momento algum existiu uma réstia de desistência nos olhos dele, e isso deu-nos força. Fortaleceu-nos enquanto família. É incrível, mas foi a força do nosso filho que nos deu esperança no futuro”, revelou a sua mãe, Virgínia.

Fonte: G1 Globo

Comments are closed.
Newsletter