Novo fármaco mostra-se eficaz no tratamento de cancro cerebral infantil

Investigadores da Universidade Federal de São Paulo e do Instituto Butantan, ambos no Brasil, acreditam ter encontrado um novo fármaco para o tratamento de um dos mais agressivos cancros cerebrais infantis, o ependimoma.

Testes in vitro e em ratos mostraram que este fármaco, produzido nas glândulas salivares do Amblyomma sculptum, é eficaz no tratamento deste tipo de cancro que atinge tecidos do sistema nervoso central.

As propriedades anticancerígenas da proteína codificada pelos genes deste animal foram descobertas nos anos 2000 e tinham sido comprovadas com tumores agressivos, como o cancro do pâncreas e o melanoma.

Os testes em animais mostraram que o tratamento foi muito mais efetivo do que qualquer outro tratamento utilizado atualmente no tratamento do ependimoma.

Atualmente, os medicamentos utilizados inibem a viabilidade das células tumorais em cerca de 30%; esta nova substância, intitulada Amblyomin-X, conseguiu inibir as células tumorais em ate 70%.

Os cientistas desenvolveram um protocolo que garante a produção em escala para disponibilização da substância para os testes clínicos.

Por enquanto, os cientistas aguardam novos financiamentos que possibilitem a infraestrutura necessária para a produção do fármaco, de forma a que este possa ser utilizada em testes clínicos com humanos.

Fonte: Isto É

Este artigo foi úlil para si?
SimNão
Comments are closed.
Newsletter