Novo dispositivo promete revolucionar transporte de órgãos doados

A Fundação Altran para a Inovação 2013 premiou nesta edição o OrganOx™ metra™, um sistema revolucionário concebido para garantir a preservação de órgãos doados.
O dispositivo mantém o fígado em estado fisiológico até um período de 24 horas, pois recria as funções vitais do corpo humano, regulando o fluxo sanguíneo e a composição bioquímica do órgão, ao mesmo tempo que controla outros parâmetros como a temperatura, pressão arterial, pH e as concentrações de oxigénio. 
O OrganOx™ metra™, recentemente apresentado no Reino Unido, vai contar com uma equipa de especialistas da Altran, durante um ano, que contribuirão para melhorar o seu desempenho, no que concerne à preservação ativa e transporte de órgãos para cirurgia de transplante.
 
O dispositivo também tem capacidade para manter a circulação constante dos fluidos e monitorizar a produção de bílis, um indicador chave do bom funcionamento do fígado.
 
O OrganOx™ metra™ promete revolucionar os atuais sistemas de preservação que, no que se refere apenas ao fígado, não conseguem evitar, todos os anos, na Europa e nos Estados Unidos, o desperdício de aproximadamente 1 300 órgãos, sobretudo devido à incapacidade de avaliação da função e dos potenciais riscos para o destinatário, resultantes dos processos de transporte e preservação. 
O sistema poderá assim abrir caminho para outras aplicações, nomeadamente, o transplante de outros tipos de órgãos e novos tipos de intervenção terapêutica.
Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter