Menina com cancro escreve carta ao Pai Natal

Quando aos 4 anos, a pequena Ana Júlia se começou a queixar com dores, a sua mãe, Taynara, não podia imaginar que a sua filha seria diagnosticada com um osteossarcoma.

“Já há um ano que a minha filha faz quimioterapia”, recorda a mãe desta menina brasileira, que está internada no Hospital Universitário de Campo Grande, no Brasil.

“Neste período, a Ana Júlia teve de amputar o pé e parte da perna. O cancro dela é muito agressivo; inclusivamente, os médicos já me disseram que ela poderia ter de amputar os braços, mas a minha filha já sofreu tanto…”.

Taynara deixou o seu trabalho para se dedicar à menina que, inspirada pela época natalícia, pediu à sua mãe para escrever uma carta ao Pai Natal.

“Ela quer muito uma Barbie, e eu só espero que ela tenha um Natal melhor do que teve no ano passado. Nós chegámos a passar a passagem de ano no hospital, com a Ana Júlia a fazer exames. Infelizmente, a maioria das crianças com quem a minha filha se dava já faleceram, à exceção de uma que foi considerada curada”, disse a mãe.

Devido às dores, a menina toma morfina e os médicos estão a mudar o protocolo do tratamento, pois “já nada está a ter efeito”.

Para além da Barbie, Ana Júlia fez um pedido especial ao Pai Natal: “que esse hospital fique vazio no Natal e que todas as crianças possam passar esta data nas suas casas”.

Leia, na integra, a carta da pequena Ana Júlia.

Comments are closed.
Newsletter