IPO do Porto prepara-se para receber terapia com células CAR-T

O Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto irá receber o “o pináculo das terapias personalizadas” – a terapia com células CAR-T.

A frase foi dita por Laranja Pontes, presidente do Conselho de Administração da instituição, ao Jornal de Notícias.

Este tratamento, que consiste na injeção de células manipuladas de forma a conseguirem detetar e matar células cancerígenas em casos de cancro do sangue, como leucemias, será agora oferecido pelo IPO do Porto, depois da instituição ter sido reconhecida pela Gilead, a farmacêutica que descobriu esta terapia.

Segundo o Jornal de Notícias, este tratamento, que pode custar até 400 mil euros, terá início em março, altura em que o IPO do Porto irá começar a fazer a seleção dos primeiros doentes.

A notícia já havia sido dada por Laranja Pontes durante a sua intervenção no 5º Seminário de Oncologia Pediátrica.

O “revolucionário tratamento” foi primeiramente aprovado pelo regulador de saúde norte-americano (FDA), em abril de 2018, e posteriormente pelo regulador de saúde europeu (EMA).

Fonte: Observador

Comments are closed.
Newsletter