IPO de Lisboa acompanha doentes com tumores cerebrais

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa lançou, recentemente, um programa de acompanhamento personalizado para doentes portadores de tumores cerebrais primários e seus familiares. A medida visa aumentar a adesão ao tratamento e diminuir a “fragilidade emocional”. 
O programa “ Tempo de Viver” permite que, além do seguimento clínico normal, os doentes possam contar com um conjunto de enfermeiros que os contactam para saber como estão a correr os tratamentos e os efeitos aos medicamentos prescritos, o que estabelece uma relação de proximidade mais profunda com o doente.
De acordo com o director do Serviço de Neurologia do IPO, José Bravo Marques, a medida visa o acompanhamento do doente desde o momento do diagnóstico até ao final do tratamento, com a disponibilização de contactos para quaisquer questões relacionadas com a doença ou o tratamento, de forma a “diminuir a fragilidade emocional e melhorar a qualidade de vida” do doente.  
O especialista considera ainda que o programa também contribui para reduzir a probabilidade de aparecimento de efeitos adversos não tratados devido à medicação prescrita ao paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter