Inteligência Artificial: utilizar a tecnologia no tratamento de cancros raros

Cientistas do Institute of Cancer Research, no Reino Unido, estão a trabalhar com a Healx, uma empresa de biotecnologia especializada em inteligência artificial, para descobrir novas maneiras de tratar o glioma pontino intrínseco difuso (DIPG), um cancro cerebral extremamente raro e mortal, diagnosticado em crianças.

Chris Jones, docente, colaborador do Institute of Cancer Research e uma das figuras mais emblemáticas da luta contra o DIPG, está, juntamente com a sua equipa, a colaborr com a Healx, uma empresa especializada em descobrir e desenvolver novos tratamentos para doenças raras.

Ao combinar técnicas de Inteligência Artificial com informações da área da farmacologia, a Healx conseguiu fazer previsões sobre quais medicamentos existentes, já usados ​​no tratamento de outras doenças, que poderiam ser reaproveitados para tratar o DIPG.

A Healx já havia usado esta abordagem, em parceria com a aODOD, uma organização de apoio a crianças com cancro, para identificar possíveis novos tratamentos para cancros raros.

Chris Jones planeia agora examinar esses medicamentos em laboratório para descobrir se eles poderiam ser usados ​​como tratamentos para o DIPG.

Anteriormente, o cientista e os seus colegas do Institute of Cancer Research conduziram vários estudos que levaram a um novo entendimento sobre o DIPG, incluindo a descoberta de uma possível fraqueza genética, em alguns casos, que poderia ser um alvo de fármacos.

Esta pesquisa levou a colaborações com parceiros, incluindo o Structural Genomics Consortium, a Universidade de Oxford, no Reino Unido, e a empresa de M4K Pharma (Medicines for Kids) para descobrir, desenvolver ou redefinir medicamentos para atingir o DIPG.

“Estamos muito satisfeitos por esta parceria com a Healx no desenvolvimento de novos tratamentos para o DIPG, um cancro infantil raro com uma expetativa de vida média de apenas 9 meses. Queremos também agradecer à comunidade de investigadores, parceiros, doadores e famílias que estão determinados a encontrar novas maneiras de tratar esta doença”, disse Chris Jones.

Já Neil Thompson, um dos dirigentes da Healx, afirmou esta bastante “animado por colaborar com o Institute of Cancer Research, uma das principais organizações mundiais de pesquisa sobre o cancro.”.

“A experiência que Chris Jones e a sua equipe trazem para a investigação do cancro infantil, em particular do DIPG, é uma ajuda inestimável ​​para organizações que procuram ajudar os pequenos pacientes com esta doença rara. Espero que, em conjunto, possamos acelerar a descoberta e o desenvolvimento de novos tratamentos para o DIPG”, finalizou.

Fonte: Technology Networks

Comments are closed.
Newsletter