Estudos que associam telemóveis à formação de cancro garantem conclusões fiáveis, diz presidente do Colégio de Oncologia

O presidente do Colégio de Oncologia da Ordem dos Médicos, Jorge Espírito Santo, considera como fiáveis as recentes evidências que apontam para uma ligação entre os telemóveis e a formação de alguns tipos de cancro, facto que motivou a Organização Mundial de Saúde (OMS) a emitir um alerta onde classifica estes dispositivos como “potencialmente cancerígenos”.
Em declarações à TSF, o oncologista Jorge Espírito Santo acredita que, embora não existam ainda evidências claras neste sentido, dado que as conclusões são ainda preliminares, é possível admitir a ligação entre a utilização dos telemóveis e o desenvolvimento de células cancerígenas.
Jorge Espírito Santo recordou ainda em entrevista à rádio, que perante os resultados apurados, a própria Agência Internacional de Investigação do Cancro já afirmou que apesar de não serem completamente conclusivos já há dados que “apontam neste sentido”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter