Estudo analisa crianças com cancro dos tecidos moles

Pequenos pontos nos exames de tomografia computadorizada de pulmões de crianças com cancro muscular não têm um efeito perigoso na sobrevida, de acordo com uma equipa de pesquisa internacional do Journal for Clinical Oncology.

Esta conclusão pode ter consequências diretas para o tratamento do rabdomiossarcoma, um tumor maligno de tecido mole no tecido muscular de crianças e adolescentes.

“As metástases dessas crianças são frequentemente encontradas nos pulmões”, disse Hans Merks, investigador no Centro de Oncologia Pediátrica Princesa Máxima, na Holanda, e autor do estudo.

“Nós podemos detetar essas metástases em tomografia computadorizada dos pulmões. Além das metástases facilmente reconhecíveis, estas tomografias regularmente mostram pequenas manchas nos pulmões, mas não sabíamos se estas eram metástases até agora.”

Para descobrir o que significavam estes pequenos pontos, a equipa reexaminou todos os exames de tomografia computadorizada num grande estudo europeu com mais de 300 crianças com rabdomiossarcoma.

Cerca de 1 em cada 5 crianças tinham essas pequenas manchas nos pulmões.

As perspetivas futuras das crianças com pequenas manchas revelaram-se tão boas quanto as de crianças sem anormalidades no nos exames.

“Esta é uma boa notícia. Significa que estas crianças não precisam ser tratadas com medicamentos mais fortes, que são potencialmente prejudiciais para o coração. Significa também que estas crianças não precisam ser tratadas por mais tempo ou ser tratadas com radiação nos pulmões, como é o caso quando as crianças têm metástases nos pulmões”, explicaram os cientistas.

Como a probabilidade de sobrevivência é alta para as crianças com rabdomiossarcoma, esta é uma notícia importante.

Um tratamento mais agressivo geralmente causa problemas mais tarde na vida. Este estudo mostra que um tratamento mais agressivo não é necessário quando pequenas manchas são visíveis nas tomografias computadorizadas, o que aumenta a probabilidade de uma boa qualidade de vida sem limitações para os sobreviventes.

Fonte: Medical Xpress

Comments are closed.
Newsletter

Últimas Newsletters
Ir para Arquivo