Enfermeiras que mudam vidas: a história de Nik

Nik Slothower, um sobrevivente de cancro infantil, decidiu partilhar a sua história, como forma de homenagear a enfermeira que o inspirou durante a sua luta contra o cancro.

Nik tinha 18 anos, e acabara de ser aceite na Academia da Força Aérea, quando foi diagnosticado com um tipo de cancro chamado linfoma de Não-Hodgkin.

“O meu mundo ficou virado de cabeça para baixo. Eu já tinha os próximos 10 anos da minha vida planeados. Já tinha trabalho, ambições…”, conta Nik.

E foi nesta altura que entrou Jean Chmielewski, uma enfermeira que esteve ao lado de Nik durante todo o seu tratamento.

“Foi um paciente que nunca esquecerei. Tivemos de tudo durante aquela jornada. Houve risos e lágrimas, vómitos, dores, tentativas de desistir…”, relembra a enfermeira.

Nik conta que foi graças a Jean que a sua vida mudou. O sobrevivente afirma que a enfermeira foi a responsável pelo seu interesse na área médica. Foi por ela que, depois de estar curado, o jovem decidiu que queria ser enfermeiro.

“O positivismo da Jean é contagiante. Depois de me ver livre do cancro, só pensava que queria ter o impacto noutras pessoas que a Jean teve em mim. E foi assim que decidi que queria ser enfermeiro”, revela o sobrevivente.

Jean não poderia estar mais orgulhosa da decisão de um dos seus pacientes preferidos.

“É muito gratificante saber que ajudei este jovem, que deixei a minha marca”, afirma, emocionada, a enfermeira pediátrica que, há mais de 40 anos, muda a vida de crianças afetadas pelo cancro.

Fonte: KRDO

Comments are closed.
Newsletter