“É o realizar de um sonho”: jovem corre maratona 20 anos depois de ter sido diagnosticado com cancro infantil

Um homem diagnosticado com cancro infantil há 20 anos está empenhado em percorrer a Maratona de Nova York, nos Estados Unidos, de forma a retribuir todo o apoio que, em tempos, uma organização deu à sua família.

Jonah Adelsberg, hoje com 28 anos, é um sobrevivente de cancro pediátrico que há cerca de 17 anos decidiu começar a praticar maratonas.

Este ano, correr a Maratona de Nova York terá um “sabor especial”, uma vez que Jonah celebra 20 anos desde o seu diagnóstico, aos 8 anos de idade.

“É o realizar de um sonho. 20 anos depois do dia que mudou para sempre a minha vida, sinto-me no auge não apenas da minha condição física, como também da minha condição emocional e mental”, diz o sobrevivente.

Apesar de turvas, Jonah ainda tem presente a altura em que, após uma queda de uma árvore, os médicos lhe diagnosticaram um linfoma não Hodgkin no seu intestino.

Imediatamente a seguir a ser diagnosticado, o rapaz foi submetido a vários ciclos de quimioterapia.

“Também tive de fazer algumas cirurgias. Foi doloroso, mas valeu a pena”.

A paixão pela maratona nasceu quando Jonah tinha cerca de 11 anos, uma vez que o seu pai o convidou para correr consigo, numa ação de angariação de fundos para organização que mais apoiou a sua família.

Desde esse dia, Jonah nunca mais parou.

“A partir daí, sempre que corro é com o objetivo de ajudar a organização que tanto amor e apoio deu à minha família quando ela mais precisou”.

Este ano, o objetivo de Jonah é angariar 10 mil dólares (cerca de 8 600 euros).

Fonte: News 12

Este artigo foi úlil para si?
SimNão
Comments are closed.
Newsletter