Diagnosticada com tumor raro, Sienna não desiste de lutar

Os pais de Sienna Preston, uma menina inglesa de apenas 1 ano de idade, começaram 2020 como qualquer outra família: cheios de esperança, planos e entusiasmados pelo novo ano que estava a chegar.

Mas, menos de um mês depois, Carly e Yohsan receberam notícias devastadoras: Sienna tinha sido diagnosticada com um glioma do nervo ótico, uma forma bastante rara de cancro.

Depois de ouvirem as temidas palavras “quimioterapia”, “tumor” e “perda de visão”, Carly e Yohsan entenderam que as suas vidas estavam prestes a mudar.

Sienna foi diagnosticada no dia 31 de janeiro. – Fonte: DR

Ao olhar para trás, o pai Yohsan consegue recordar o dia em que olhou para a sua filha e achou que um dos olhos da criança estava maior do que o outro.

“Ao início pensámos que se tratava de uma infeção ou que ela estava a desenvolver alguma forma de estrabismo, mas com o passar do tempo, o olho da Sienna começou a inchar. Aí sim, ficámos muito preocupados e levámo-la de imediato ao hospital”.

Mas nem Yohsan nem Carly estavam preparados para o que viria a seguir.

“Quando soubemos que a Sienna tinha um tumor, ficámos chocados. É arrasador saber que a nossa filha está doente e que não há nada que possamos fazer, a não ser confiar nos médicos”.

Sienna começou 18 meses de extenuantes tratamentos no dia em que foi diagnosticada no Hospital Universitário Queen Elizabeth, no Reino Unido.

“No dia em que entrámos no hospital, nunca pensámos que lá íamos ficar. Mas a Sienna foi internada nesse mesmo dia e começou a fazer o tratamento imediatamente”.

Desde que foi diagnosticada, Sienna foi hospitalizada quatro vezes, foi submetida a uma transfusão de glóbulos vermelhos e a outra de plaquetas e está a ser alimentada por um tubo.

“Não tem sido fácil… às vezes parece que tudo o que pode correr mal, está a correr mal. Ela é tão pequenina… é tão duro ver a nossa filha assim. Ela chorou muito no dia em que começou a perder cabelo. O cabelo é uma das coisas que ela mais gosta”.

Apesar de todas as adversidades, Sienna mantém-se forte, sorridente e capaz de enfrentar todos os tratamentos.

A menina não larga os seus bonecos preferidos. – Fonte: DR

Ao contar a sua história, a família Preston espera conseguir ajudar a aumentar a consciencialização sobre como identificar os sintomas de tumores cerebrais na infância desde o início.

“Quanto mais cedo nos apercebermos, menos intensos serão os tratamentos.”.

Fonte: Glasgow Times

Comments are closed.
Newsletter