Cuidados continuados e paliativos vão funcionar separados

Um decreto-lei publicado na passada semana em Diário da República e que entra em vigor dentro de 30 dias define que as unidades e equipas de cuidados paliativos vão deixar de estar integradas na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).
As unidades da RNCCI podem coexistir com as unidades da Rede Nacional de Cuidados Paliativos e a Rede de Cuidados Integrados poderá vir a integrar as equipas comunitárias de suporte em cuidados paliativos, refere o diploma.
Os cuidados paliativos estarão centrados na prevenção e alívio do sofrimento físico, psicológico, social e espiritual e na melhoria do bem-estar dos doentes em estado terminal.
Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter