Crianças com cancro internadas no Hospital de Glasgow transferidas após terem sido detetadas bactérias na água

Pacientes com cancro infantil internadas no Royal Hospital for Children, no Reino Unido, serão transferidas para outro hospital, apés terem sido detetadas bactérias na água.

Este problema já tinha acontecido ao longo deste ano, com vários pacientes a serem infetados com uma bacteremia. Contudo, os responsáveis garantiram que tudo tinha sido feito para que esse problema não se voltasse a repetir.

Ainda assim, esta semana, o hospital revelou que está a planear a transferência de 22 pacientes com cancro infantil, e e pacientes ambulatoriais, para o Hospital Universitário Queen Elizabeth.

Espera-se que a mudança ocorra entre uma a duas semanas, uma vez que as providências adequadas tenham sido tomadas.

“Eu tenho estado frustrada em algumas alturas, mas agora sinto-me irritada e dececionada. Situações como esta fazem com que nós, os pais, deixem de conseguir confiar no hospital. Penso sempre ‘Ok, a minha filha vai agora fazer tratamento, mas e se houver mais algum problema com as instalações?’, disse Donna, a mãe de uma menina de 6 anos diagnosticada com um neuroblastoma.

Segundo os responsáveis pelo Royal Hospital for Children, nenhum outro serviço hospitalar foi afetado.

Comments are closed.