Células cancerígenas podem ser destruídas por ecstasy alterado

Uma fórmula quimicamente alterada da droga ecstasy pode ser uma arma eficaz contra as células cancerígenas, descobriram num estudo investigadores da Universidade de Birmingham, na Grã-Bretanha, e da Universidade da Austrália.

A pesquisa, recentemente publicada na revista Investigational New Drugs, concluiu que, após uma alteração na fórmula do ecstasy, a droga tornou-se cem vezes mais eficaz contra as células cancerígenas da leucemia, linfoma e melanoma.

Em alguns casos, os investigadores conseguiram eliminar a 100% as células cancerígenas colocadas em tubos de ensaio. Apesar da descoberta ser animadora, os pesquisadores lembram que um tratamento em humanos através da droga adulterada deverá levar, pelo menos, dez anos a ser desenvolvido.

Este artigo foi úlil para si?
SimNão

Deixe um comentário

Newsletter