Celebrar a vida em tempos de pandemia: a história de David

Com a inesperada chegada da pandemia da COVID-19 à sociedade mundial, o que levou a que vários países de todo o mundo instaurassem uma quarentena obrigatória, uma mãe norte-americana pediu ajuda para celebrar uma data muito especial para o seu filho, o pequeno David.

David completou 8 anos na passada sexta feira. Até aqui, nada de novo, até porque milhões de pessoas estão a celebrar o seu aniversário dentro de casa.

Mas esta data torna-se ainda mais especial, porque no mesmo dia em que completou 8 anos, David também completava anos desde que tinha sido diagnosticado com um glioma pontino intrínseco difuso.

Neste tipo de cancro raro do tronco cerebral, o prognóstico médio de sobrevivência é de apenas entre 8 a 12 meses. David já ultrapassou as estatísticas, uma vez que foi diagnosticado em abril de 2018.

“O nosso lema é tornar todos os dias o melhor de todos. Pode parecer estranho celebrarmos um diagnóstico de cancro, mas sentimos que temos de celebrar. O David venceu todas as probabilidades e continua ao nosso lado, 2 anos após ser diagnosticado. A vida tem que ser celebrada”.

Publicado por Elizabeth Taylor Turner em Sexta-feira, 17 de abril de 2020

Empenhada, a família de David criou um evento no Facebook que rapidamente se tornou viral; centenas de pessoas inscreveram-se e decidiram organizar um desfile de carros no aniversário de David.

“Antes da pandemia, estávamos a planear ter uma festa tradicional, com bolos, animais, magia… Quando tudo isto começou a acontecer, ficámos muito frustrados. Nunca imaginámos ter um apoio tão grande. Foi lindo!”

Foram várias as formas que as pessoas encontraram para celebrar a vida de David. – Fonte: DR

Familiares, amigos, vizinhos, super-heróis e até o Departamento da Polícia de Jeffersontown, a cidade natal de David, passaram de carro para cumprimentar o menino que, da porta de sua casa, sentiu todo o amor de uma comunidade que se juntou para o celebrar.

O desfile, transmitido em direto pelo Facebook, também serviu para ajudar a aumentar a consciencialização sobre o cancro infantil.

Fonte: WBTV

Comments are closed.
Newsletter