‘Cabelos mágicos’ para diminuir o sofrimento das crianças

Inspirada no “The Magic Yarn Project”, Maria Miguel deu início a um projeto que pretende “diminuir um bocadinho o sofrimento das crianças”, fazendo-as “sentirem-se crianças, que é o que deviam sentir sempre”.

Através de cabeleiras feitas por voluntárias, a “Cabelos Mágicos” serve para ajudar crianças que, devido a tratamentos contra o cancro ou a outras condições, tenham ficado sem cabelo.

“Entregamos na casa da Acreditar de Coimbra, na Casa da Acreditar do Porto, no IPO do Porto, no Hospital de São João, no Porto, no Hospital Pediátrico de Coimbra e na Make A Wish de Lisboa», disse Maria Miguel.

Inspiradas nas personagens da Disney, as cabeleiras são feitas consoante os desejos das crianças com “materiais hipoalergénicos, algodão e materiais próprios para bebés”.

“Quando temos alguma encomenda, perguntamos qual é a personagem de que a criança gosta mais. Quando estamos com menos trabalho, fazemos as personagens que normalmente nos pedem mais”, afirmou a responsável por este projeto, composto por 5 pessoas.

“As pessoas que pertencem ao projeto Cabelos Mágicos são 5. Somos 5. Depois, há muita gente a voluntariar-se para fazer cabeleiras”, como é o caso do centro Palmaz Com Vida e o Centro de Dia do Rossio, da Associação Humanitária Solidariedade Albufeira.

Devido ao sucesso que esta iniciativa está a ter, o “próximo passo é criar uma associação”, sem fins lucrativos, de forma a facilitar o processo de ajudas voluntárias, até porque “as pessoas estão sempre a perguntar como é que podem ajudar”.

Com tanta ajuda e apoio, Maria Miguel não tem dúvidas que o balanço do projeto é “positivo”.

“Sem tantas mãos a trabalhar não conseguíamos fazer tantas cabeleiras”, afirma.

Fonte: Impala

Comments are closed.
Newsletter